sexta-feira, 18 de maio de 2012

Padedê volta a bailar diante de seu patrono

 Manoel Dionísio - Foto: Divulgação Padedê do Samba

Há cerca de um ano e meio, uma das maiores referências na arte do bailado fincou raízes no Rio Grande do Sul. Nasceu o Padedê do Samba, o núcleo gaúcho da escola carioca de mestre-sala, porta-bandeira e porta-estandarte fundada por Manoel Dionísio e responsável pela formação de grandes casais que cruzaram a Sapucaí. 

Pois bem, neste sábado, dia 19, o patrono estará presente quando dezenas de pavilhões voltarem a girar para o início da terceira temporada do projeto, agora sob nova direção (leia aqui). As aulas ocorrem todos os sábados, das 14h às 17h, na quadra do Império da Zona Norte. 

Nova presidente do Padedê, a porta-bandeira Simone Ribeiro diz que o ano será movimentado:

— Teremos sempre novidades, que avisaremos durantes as semanas. 

Além de Simone (Acadêmicos de Gravataí), são instrutores as porta-bandeiras Hélida Freitas (Império da Zona Norte) e Suelene Neves (União da Vila do IAPI), os mestres-salas Gustavo Tiriri (União da Vila do IAPI), Tyka (Imperadores do Samba) e Marcelinho (Praiana), e a porta-estandarte Cristiane Pereira (União da Vila do IAPI). Gisele Mendonça é a responsável pelo aquecimento, e o jovem Robson Souza (Embaixadores do Ritmo) é mestre-sala monitor. 

É BOM VOCÊ SABER: 
¬ Qualquer pessoa com idade a partir de sete anos pode participar.
¬  A taxa de inscrição é R$ 50 e dá direito à camiseta de uso obrigatório nas aulas
¬  Ex-alunos não precisam pagar novamente a taxa de inscrição
¬  As aulas são sempre aos sábados, das 14h às 17h
¬  A quadra do Império da Zona Norte fica na Avenida Sertório, 1021
¬  Mulheres devem usar saia preta, talabarte, sapatilha tipo Moleca e cabelos presos
¬  Para os rapazes, é pedido calça preta ou branca, sapato ou tênis

Nenhum comentário: