quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

A homenagem de Tiquita para Elisandra


* Por Gisele Mendonça

Imperadores do Samba celebra duas datas esta semana: na sexta-feira, dia 18, ocorre a festa de aniversário de 54 anos dos Imperadores. A data de fundação é dia 19 de janeiro, mas nada melhor do que entrar a meia-noite já comemorando. Entre as atrações, haverá Acadêmicos de Gravataí, Imperatriz Dona Leopoldina, Bambas da Orgia e Praiana. Os ingressos custarão R$ 10. 

Mas antes, hoje a noite, há outro momento especial para a vermelho e branco. A tradicional Quarta Nobre marcará a comemoração dos 10 anos de Elisandra como primeira porta-estandarte da escola (leia aqui). 

Parte da história da escola, Elisandra mereceu uma homenagem especial inclusive de outra consagrada porta-estandarte. A inesquecível Tiquita enviou um texto declarando todo seu amor ao estandarte e sua admiração por essa paixão que passa de geração em geração. Leia abaixo o texto dela, escrito para Elisandra:

Somos hereditariedade de 

uma arte e amor ao Carnaval
* De Tiquita para Elisandra

"Um amor que não tem fim: de mãe para filha. Faz 10 anos que vens conduzindo este pavilhão que tanto nos orgulha e isso remeteu-me à minha história. Uma história não de resistência do samba, como nós Imperadores nos orgulhamos de dizer, mas prefiro dizer que nós somos parte da hereditariedade do amor a uma arte e ao Carnaval.

Minha mãe, Edilia da Silva, 1ª porta-estandarte da Imperadores no início dos anos 80, deixou de
conduzir o estandarte passando a missão a outra pessoa. Para ser mais exata, foi em 1985 foi seu último desfile. Em 1986, a escola teve a frente outra pessoa que ficou apenas um ano. Para 1987, houve um consenso da diretoria da escola de que se deveria se fazer um concurso aberto entre as meninas da própria escola para conduzir o estandarte da Imperadores. Na época, eu fazia parte da ala das crianças.
Participei disputando a vaga com outras tantas meninas. Foi bem interessante cada ala, até os destaques tinham sua candidata. Lembro bem que a Isabel e a Dendeca tinham as suas. Meu convite veio através do nosso eterno e amado Presidente Roberto Correa Barros (Betinho), na época presidente da ALA do SUFOCO. O Betinho que tanto nos ensinou sobre o que é ser e ter amor por uma escola. 

Venci o concurso, cheia de medo e receio. Nos meus 16 anos, eu não tinha dimensão da grandeza e da responsabilidade de vir conduzindo e anunciado uma nação. Tive, na época, apoio do meu saudoso amado, que se tornou meu pai (de coração), João Aruanda. Lembro do seu Ananias, na época coordenador da ala das crianças, da Irene e de tantas outras pessoas que já partiram. E o teu pai, Nelson, que por muitos anos foi meu coordenador. Sem falar nas pessoas que hoje estão todos e que integram uma lista enorme de conhecido e também de desconhecidos para alguns, mas não para nós, Imperadores: Jaime , Sergio Peixoto, Turco, Tigrinho, minha mãe, Saionara (mãe de Coração), Tua mãe Gorete, Dendeca , Zé Cartola, Neli, Gudi, Denise, Isabel , Alexandre, Paula Verônica, Nena, Iara Deodoro, Vera Costa e tantas outras que com certeza estou deixando de lembrar e citar no momento, mas todas em um dado momento me ajudaram na minha construção como porta-estandarte da Imperadores.

Mas hoje o momento é teu. E onde começa a nossa história? Lembro-me como se fosse hoje, foi num ensaio técnico que era realizado na quadra. Olhei para o lado e lá tu estavas, iniciando a arte de ser porta-bandeira. Uma menina linda, de olhos verdes, que não estava se acertando muito com o menino. Então, comecei a observar e, num dia, veio o ímpeto não mais contido de te convencer a ser porta-estandarte. Lembro que não foi fácil te convencer, mas, como podemos ver, tive êxito! Eis que hoje já se passaram 10 anos que deixei de vir à frente por opção pessoal. Aliás, não são só 10 anos, pois há muito tempo tu já estavas no posto de 2ª estandarte. Para muitas escolas, não é uma sucessão natural, mas a escola Imperadores tem esse mérito, é sim natural à sucessão.

Dez anos que vem brilhantemente conduzindo esse pavilhão. Que orgulho te ver dançar. Vejo passos, giros que muito fizemos em quadra. Vejo no teu giro ensaio dos que foram os meus. Quando digo ensaio é porque hoje tu és e tens a tua personalidade nos teus passo e giros. Tens o TEU bailado. Imprimiu a Tua condução, assumiu a Tua personalidade envolvente, o teu orgulho. Bate no peito com propriedade de dizer e diz, porque tu pode ,“Eu sou Imperador”. Amor ao nosso IMPERADOR, este estandarte hoje tem o teu jeito, como costumamos dizer, tem a tua Cara.

Por fim, como é linda a minha, a tua, a nossa historia. Vejo hoje a tua filha seguindo teus passos, assim como um dia vi minha mãe. Que bela herança temos e deixaremos. Além de fazer parte da “resistência do samba”, somos a hereditariedade da arte e amor ao samba. 

Parabéns a todos nós que amamos o samba, o Carnaval. Parabéns a nossa escola, que sempre soube preservar e dar valor a talentos da casa, ter paciência pra esperar desabrochar o talento sem dar ouvidos a especulações e efeitos imediatos.

Elisandra, 10 anos de pura alegria. Que venham mais 10, 20, 30 anos... Que venham muitos anos de história como a minha, a tua, a nossa história. Parabéns para você. Parabéns a Imperadores por ter à frente conduzindo e anunciando essa nação coberta pelo manto vermelho e branco."

3 comentários:

Leca Escorpião disse...

Sensacional e linda homenagem de mãe para filha, de porta-estandarte para porta-estandarte!
Parabéns ao meu Imperadores pelos 54 anos de amor verdadeiro, de dedicação ao samba e de raízes. E parabéns a Elisandra que conduz essa escola com o coração!
Tenho fotos do tempo que minha mãe teve orgulho em ser porta-estandarte dessa escola e carrego o mesmo amor no coração! Imperadores é a resistencia do samba por levar a sério o que faz e o que mostra na avenida!

Laura carolina disse...

Parabéns Elisandra bjs que venham mais 10 anos na escola milhoeões de beijos

taiane disse...

uma estrela brilhou na imperadores elisandra vc estava maravilhosa parabens pelos meus dez anos de primeira