sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Justificativas de BATERIA - Grupo de Acesso

Bateria da Unidos do Capão tirou nota máxima e concorre ao Estandarte de Ouro - Foto: Evandro Oliveira, PMPA

GRUPO DE ACESSO
ACADÊMICOS DA ORGIA (10 / 10)
Flávio Nepomuceno — Perfeita sintonia entre seus batuqueiros na apresentação perante a cabine nº 1.
Gilnei Souza (Patê) — Bateria com uma cadência firme e forte, sustentando o samba e o andamento.

REALEZA ( 9,9 / 10)
Flávio Nepomuceno — Bateria fora do ritmo com o intérprete, não estava no compasso.
Gilnei Souza (Patê) — Bateria com a cadência e o andamento perfeitos, destaque para as bossas bem elaboradas, retornando no tempo certo.

COPACABANA (10 / 10)
Flávio Nepomuceno — Sem comentário. Perfeita. Parabéns!
Gilnei Souza (Patê) — Bateria com forte pegada, cadência e andamento perfeitos.

UNIÃO DA TINGA (9,9 / 9,6)
Flávio Nepomuceno — Bateria não teve um andamento rítmico com o intérprete.
Gilnei Souza (Patê) — Bateria deixou cair o andamento prejudicando o canto da escola, instrumentos leves, sem padronização.

OS FILHOS DA CANDINHA (9,8 / 9,8)
Flávio Nepomuceno — Na parada do batidão, às 4 horas e 18 minutos, a bateria atravessou em frente à cabine nº 1.
Gilnei Souza (Patê) — Bateria com a cadência firme e forte, porém quando a mesma se encontrava no 2º recuo, a bateria efetuou uma batida funk, ao retornar o ritmo original a mesma saiu do andamento, quando houve um desencontro entre bateria e harmonia.

UNIDOS DO CAPÃO (10 / 10)
Flávio Nepomuceno — Bateria passou harmoniosamente perfeita.
Gilnei Souza (Patê) — Excelente cadência e andamento. Destaque para afinação de surdos de 1ª , 2ª e 3ª, todos bem definidos.

APITO DE OURO (10 / 10)
Flávio Nepomuceno — Bateria passou com sincronia pela cabine nº 1.
Gilnei Souza (Patê) — Cadência firme, com andamento sustentando o samba com firmeza.

Nenhum comentário: