quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Justificativas de EVOLUÇÃO - Grupo Especial





UNIÃO DA VILA DO IAPI (9,8 / 9,6 / 9,8)
Leandro Oliveira — Muitos componentes sem empolgação. Em algumas alas, os componentes andavam sem cantar o samba. 
Mary Dana — A coesão do desfile foi prejudicada pois houve buracos nas alas 8, 15 e 16, e embolação nas alas 2 e 15. A progressão da dança também foi prejudicada, pois as alas 11, 12 e 13 marcaram passo no mesmo lugar, e a ala 9 não dançou, passou na avenida andando. 
Carmen Lúcia Teixeira — Escola fez um desfile sem empolgação. Desfilantes sem vibração e sem vigor.

ACADÊMICOS DE GRAVATAI (9,9 / 9,7 / 9,7)
Leandro Oliveira —Apesar da empolgação, algumas alas passaram em ritmo acelerado, provocando buracos entre as alas.
Mary Dana — Prejudicaram a coesão do desfile: embolação nas alas 2, 7, 12 e 16; buracos nas alas 9, 11, 12 e 17. Na ala 13 um casal dançava abraçado e se beijando, comprometendo a continuidade da evolução.
Carmen Lúcia Teixeira — Início de desfile empolgado, componentes empolgados. A partir da ala 7 para trás, fez um desfile lento, arrastado, sem vibração.

UNIDOS DE VILA ISABEL (9,8 / 9,5 / 10)
Leandro Oliveira — A escola apresentou grandes buracos em função do avanço acelerado das alas na frente dos carro
Mary Dana — Observou-se: buracos nas alas 2, 8 e 18; embolação nas alas 3, 4, 18 e 21. Um grande buraco se formou depois que a bateria entrou no recuo e o carro alegórico que veio fora da ordem descrita na sinopse.
s alegóricos 2 e 3.  
Carmen Lúcia Teixeira — Desfile alegre, escola passou compacta.

ACADEMIA DE SAMBA PRAIANA (9,7 / 9,5 / 9,5)
Leandro Oliveira — Apresentou componentes de ala (atrasados) atravessando pela escola com o desfile já iniciado. Alas misturadas atrás do segundo carro.               
Mary Dana — A dificuldade de identificar as alas na sinopse oferecida pela escola fez com que não fosse possível enumera-las. Ocorreram buracos e embolações prejudicando a coesão do desfile, e não aconteceu a progressão da dança, em algumas alas, no ritmo do samba e na cadencia da bateria.
  Carmen Lúcia Teixeira — Escola passou sem coesão, com alas emboladas (ex.: ala cavaleiros marinhos, ala educação, etc)

BAMBAS DA ORGIA (10 / 10 / 10)
Leandro Oliveira — Os diretores da escola estão de parabéns pelo bom trabalho apresentado.
Mary Dana — A escola desfilou com fluência de apresentação e dentro do ritmo do samba e na cadencia da bateria.  Mantiveram até o fim do desfile a coesão, um dos principais requisitos da evolução. Desfile com empolgação, vibração e vigor. 
Carmen Lúcia Teixeira — Desfilou compacta, alegre e com empolgação.

ESTADO MAIOR DA RESTINGA (10 / 9,8 / 10)
Leandro Oliveira — apresentou um desfile tecnicamente correto, teve grande auxilio da empolgação dos seus componentes.
Mary Dana — A escola não manteve a constância da apresentação; houve correria de algumas alas, enquanto outras desfilaram devagar, fora do ritmo do samba. Prejudicaram a coesão, pois na 2ª ala componentes se apresentaram para tv, causando embolação. Na 11ª ala, houve retrocesso dentro da mesma. 
Carmen Lúcia Teixeira — Escola realizou um desfile coeso, com empolgação e vibração.

IMPERIO DA ZONA NORTE (9,8 / 9,9 / 10)
Leandro Oliveira — Todas as alas no setor entre os carros 2 (Herança) e 3 (Heróis Colorados) passaram na avenida correndo no inicio do desfile.
Mary Dana — A escola desfilou com empolgação, vibração e vigor. Prejudicou a coesão do desfile a falta de espaço entre i 1º casal de mestre-sala e porta-bandeira e a ala 2; assim como o 2º casal de MS e PB ficou imprensado entre as alas 10 e 11.
Carmen Lúcia Teixeira — Desfile alegre e vibrante.

EMBAIXADORES DO RITMO (9,7 / 9,5 / 9,8)Leandro Oliveira — A escola apresentou em seu desfile componentes sem empolgação. Foram observados buracos entre as alas e entre carro e alas.
Mary Dana — Buracos nas alas 5, 6, 9 e 16 e embolação nas alas 7, 11, 12, 13 e 14 prejudicaram a continuidade do desfile. Prejudicaram a coesão:  a falta de espaço entre a 2ª porta-estandarte e a ala 17, e o fato da porta-estandarte mirim ficar imprensada entre as alas 9 e 10.
Carmen Lúcia Teixeira — Escola fez um desfile lento, arrastado, sem empolgação, destacando-se somente duas ala no final do desfile que estavam bastante animadas: ala “no sangue tem alma” e “abençoa a família”.

IMPERATRIZ DONA LEOPOLDINA (10 / 9,7 / 10)
Leandro Oliveira — Fez uma apresentação correta, com seus componentes cantando e evoluindo bem.
Mary Dana —A coesão do desfile foi prejudicada por que: alguns componentes da ala 14 dançaram em desacordo com o restante da ala; a ala 15 desfilou desalinhada; pequenos espaços nas alas 6, 7 e 13 se fizeram; houve embolação na ala 8.
Carmen Lúcia Teixeira —Desfile alegre e empolgante.

IMPERADORES DO SAMBA (10 / 9,9 / 10)
Leandro Oliveira — Parabéns aos diretores e, principalmente a seus componentes, que cantaram e evoluíram bem, contribuindo muito para esse bom desfile.
Mary Dana — A escola desfilou com vigor, empolgação e vibração. Foi prejudicada na coesão do desfile por espaços nas alas 2, 3, 8, 16 e 18 e desalinhamento da 15ª ala.
 Carmen Lúcia Teixeira — Desfile alegre, componentes brincando com empolgação. Escola fluiu com muita alegria.

Nenhum comentário: