domingo, 17 de fevereiro de 2013

Anúncios, protestos e energia com a Imperatriz



Depois de um discurso inflamado do presidente Maurício Nunes, que anunciou inclusive não pretender concorrer ao cargo novamente, a Imperatriz Dona Leopoldina entrou com a energia peculiar de sua comunidade.A harmonia do intérprete Césinha calou-se algumas vezes para que somente o coro da escola fizesse ecoar no Porto Seco os versos que cantaram o rio São Francisco no desfile de 2013.

Em protesto ao resultado, que considerou injusto, a agremiação voltou à avenida com apenas um dos seus quatro carros alegóricos e somente algumas das alas.

O primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Ulisses e Dayane, usou um figurino predominantemente preto em protesto. A bateria do Mestre Cachorrão demonstrou seu descontentamento também através da roupa, incompleta em todos os ritmistas.

Ao fim do desfile, uma faixa lembrou as vítimas da tragédia de Santa Maria.  

Nenhum comentário: