quarta-feira, 19 de junho de 2013

Como foi a audiência sobre o Porto Seco

Fotos: Conselho Municipal de Cultura

Realizada na sexta-feira da semana passada, a audiência pública organizada no Plenarinho da Assembleia para discutir e propor ideias para a conclusão do Complexo Cultural do Porto Seco encerrou com alguns bons encaminhamentos.

Entre eles, a formação de um grupo de trabalho (GT) integrado por representantes da comunidade carnavalesca e do poder legislativo, e o agendamento de um próximo encontro, em julho. A reunião deverá focar na criação de uma agenda de ações a serem promovida.


— É apenas um primeiro passo na mobilização para valorizar o Carnaval para que passe a integrar o rol dos produtos turísticos do RS. Acho que essa pode ser uma das prerrogativas do grupo instituído a partir desta audiência: trabalhar o Carnaval como manifestação da cultura, inclusão social e geração de emprego e renda — disse Mano Changes, autor do requerimento para que fosse realizada a audiência.

O presidente da Aecpars, Victor Hugo Amaro, destacou a cobrança que a entidade tem feito incessantemente ao poder público para que as promessas sejam cumpridas e o Carnaval, finalmente, tenha um espaço digno.

O presidente Preto, do Estado Maior da Restinga e também representante da Ugespa, chamou a atenção também para as dificuldades que poderiam ser contornadas:

— Nas proximidades do Complexo do Porto Seco, há pessoas se prostituindo para comprar drogas. Essas pessoas poderiam estar fazendo algum tipo de atividade naquele espaço, se ele já estivesse concluído, como foi projetado — disse Preto.




* Com informações do Conselho Municipal de Cultura

Um comentário:

Bigode da Bonja disse...

Espero que os Deputados que conseguiram montar uma audiência Publica para a construção das Arquibancadas definitivas no Porto Seco realmente faça acontecer, pois chega de Promessas e discursos emotivos sobre o Carnaval e o complexo em época de Eleição. Chega de ver e ouvir o Sr.Lucena a contar historinhas quando da sua passagem pelo Carnaval de Porto Alegre.