sábado, 10 de agosto de 2013

Resoluções do debate sobre o Porto Seco


Lideranças carnavalescas e representantes culturais de Porto Alegre estiveram reunidos com a Comissão de Educação, Cultura, Esportes e Juventude (Cece) da Câmara na tarde desta terça-feira, dia 6, debatendo a conclusão do Complexo Cultural do Porto Seco.

Entre as cobranças feitas pelo segmento, está a inclusão de uma rubrica específica no Plano Plurianual que garanta condições para a execução das obras do Sambódromo. O projeto, inclusive, já será votado na sessão da Câmara desta quarta-feira, dia 7.

Ficou determinada também a realização de uma audiência pública no dia 21 de agosto, às 19h30min, na sede da Associação dos Motoristas (Plínio Kroeff, 1000). O principal objetivo será cobrar do Executivo a exposição do novo projeto do Sambódromo, bem como o cronograma da obra e a ocupação imediata do espaço já existente com atividades.
Conforme o coordenador de Manifestações Populares, Joaquim Lucena, o projeto reformulado do Complexo foi apresentado em junho e, agora, está em fase de licenciamento. A previsão é abrir a licitação entre outubro e novembro “para começar logo a obra”. Ele garantiu que não se resumem a arquibancadas, mas a módulos com mais de mil metros quadrados de salas para oficinas e outras atividades.

Na audiência marcada para o dia 21, ainda será sugerida a criação de uma comissão de acompanhamento do calendário, com participação de moradores e entidades.

Participaram da mesa o presidente da Ungespa, Juarez Gutierres, a Associação dos Moradores da Vila Amazônia (Amovila), a Comissão de Geração de Renda do Complexo Cultural do Porto Seco, a Secretaria de Cultura do Estado, o Sindicato dos Artistas (Sated), o Conselho Municipal de Cultura e a Comissão de Mobilização Pró-Complexo, entre outros.

Nenhum comentário: