segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Coluna Vale do Sinos: tem mais rei no samba


Quando publiquei na semana passada sobre os reis de bateria, questionei se já houve outros reis de bateria no RS antes do Eder Gauchinho (releia aqui). Eu não conhecia, mas houve quem me dissesse ter visto em Uruguaiana.

Pois bem, teve mesmo. Natural de Porto Alegre e agora morando em Santa Catarina, o Luis Fagner foi convidado em 2006 a reinar à frente da bateria Galáctica, da escola de samba Os Rouxinóis.

— Fui convidado para ser o Rei da Bateria e tive a honra de desfilar ao lado da Viviane Araújo. Permaneci no cargo por dois anos e, na época, fui reconhecido como o primeiro rei de bateria do RS. Desde 2008, quando vim morar em Florianópolis, desfilo aqui e em março vou para Uruguaiana, onde continuo desfilando à frente da bateria dos Rouxinóis, não mais como Rei, mas como único passista masculino a desfilar em frente a uma bateria — contou em entrevista feita pela minha coluna.


A história de Fagner no Carnaval, no entanto, é muito anterior.

— São 25 anos desfilando. Anos que carrego com muito orgulho, divulgando e tentando elevar cada vez mais o samba masculino por onde eu passo.



Seus primeiros contatos com o Carnaval começaram em Porto Alegre, quando seu pai integrava a diretoria e era responsável pelo barracão da extinta Escola de Samba Figueira. Aos 5 anos, foi morar em Uruguaiana, cidade onde estreou na avenida como ritmista, até os 18 anos.

Na capital de Santa Catarina, Fagner passou a integrar a ala de passistas da bicampeã União da Ilha da Magia, na época como único passista masculino da agremiação. Desde 2011, é Cidadão Samba pela Império Vermelho e Branco, do grupo de Acesso da Floripa.

Seu samba no pé ainda o elegeu, em 2012, como Passista de Ouro de Florianópolis.

— E neste ano de 2013, quando fui passar o título, recebi a faixa de Cidadão Samba de Ouro, título que carregarei até 2015 e que foi feito exclusivamente para mim pelo meu trabalho como Passista de Ouro durante o ano.

Neste último Carnaval, Fagner também foi Cidadão Samba do Bloco Paraíso da Lagoa, onde é coordenador das passistas, e teve a felicidade de ser convidado para ser o "Rei da Página Passistas, Malandros e Mulatas", da carioca Mocidade Independente de Padre Miguel, que divulga passista de todo Brasil.

— Essa faixa tem tamanha importância para mim, pois estou fazendo parte de uma corte onde temos Thatiana Pagung como Madrinha, Rafaela Bastos da Mangueira como Rainha e o cantor Marcelo Negrão como Padrinho. Fico muito feliz com este reconhecimento, pois, com tantos passistas cariocas com muito samba no pé, o convite para ser o Rei chegou a um gaúcho vindo do interior. Eles conheceram meu trabalho através das Redes Sociais e do meu canal do Youtube, onde tenho mais de 100 vídeos de apresentações e shows.

4 comentários:

Anônimo disse...

Luis é um dos melhores passistas brasileiros, mesmo estando fora do eixo RJ/SP ele deixa muitos cariocas de lado quando o assunto é samba no pé, tem o samba malandro da Lapa e o modelo de samba masculino que está acabando aos poucos dentro do carnaval com passistas sambando como Rainhas de bateria.
Parabéns Luis, seu lugar dentro do carnaval no RJ está garantido e o RS e SC estarão te aplaudindo daqui.

michelle dos santoso disse...

Que orgulho ter como amigo um dos melhores passistas do mundo do samba. Parabens meu amor por mas esse reconhecimento. Mereces tudo isso e ainda oq esta por vir. Bjos no seu coraçao.

michelle dos santoso disse...

Que orgulho ter como amigo um dos melhores passistas do mundo do samba. Parabens meu amor por mas esse reconhecimento. Mereces tudo isso e ainda oq esta por vir. Bjos no seu coraçao.

Anônimo disse...

Esse sambista é show, já vi outras matérias e vídeos sobre ele e o cara manda muito bem.