segunda-feira, 3 de março de 2014

Embaixadores prejudicada pela quebra de carro



Quando despontou na cabeceira da avenida, Embaixadores do Ritmo logo deu a impressão de que faria um grande espetáculo. E fez. Com alas coreografadas e alas bem distribuídas, a escola apresentou alta qualidade, tanto no acabamento de suas fantasias quando no impacto visual que provocaram na avenida.

Ao cantar o passeio da Maria Fumaça, a vermelho e branco contou com a pegada de seus componentes. Reflexo, também, da excelência do trabalho desenvolvido pela bateria de Mestre Joubert e pela harmonia de Farelo.


Espetaculares também a fantasia e o desempenho do casal de mestre-sala e porta-bandeira, Robson e Nathielly. Representando o vinho, vinham circundados por mais de 20 dançarinos.

- Nosso desfile foi perfeito, conforme ensaiado com tanta dedicação. Brigamos para conquistar 10" - declarou Robson.

Mas nem só de acertos foi o desfile de Embaixadores. A escola foi surpreendida pela quebra de um carro. A terceira alegoria, representando Garibaldi, terra dos espumantes, não conseguiu entrar na avenida.



Além do desconto administrativo de 2 pontos, a dificuldade se refletirá no quesito enredo.

Existe uma manobra, no entanto, que pode amenizar a perda de pontos. Embaixadores colocou pessoas sobre um tripé. Se comunicado, a cenografia pode ser considerada um carro.

O carnavalesco, Kiko, não desanimou em relação aos problemas:

- Continuamos no páreo e continuamos otimistas!

Na dispersão, Seu Adolfo Giró é puro orgulho:
- ADOREI, ADOREI!!!! A escola tem condições de brigar pelo título!

 
 

Nenhum comentário: